Conto: A primeira festa de Boas Vindas da Caçada

    O dia das caçadoras começou normal. Elas se levantaram, colocaram suas tiaras, se reuniram na fogueira que agora estava apagada e tomaram o seu café da manhã, mas o que elas não sabiam era que uma pequena loba iria fugir novamente.
   Lilly saiu do acampamento, mas dessa vez, foi Ártemis que quis ir atrás dela. As meninas não entenderam o motivo da própria Ártemis se ocupar disso, mas não questionaram e continuaram o seu café da manhã.

    Uma hora depois, Lilly retorna com um pequeno papel preso em sua coleira. Ele dizia :
    “Caçadoras, trarei novas recrutas para a Caçada. Preparem uma recepção calorosa. Chegarei ao por do sol”
    As meninas, um pouco confusas com a falta de informação, começaram a preparar uma recepção calorosa às novas integrantes, mas elas não sabiam fazer aquilo, nunca tinham feito isso antes. Afinal, o que poderia dar errado quando garotas guerreiras tentam fazer uma festa de boas vindas?
    Todas saíram correndo até os seus quartos para tentar encontrar alguma coisa a ver com festa, mas quando elas se reuniram para ver o que todas tinham encontrado, perceberam que um espelho, um martelo, 3 potes de Glitter , alguns balões de treinamento , 6 pontas de flechas, Silver tape, uns papéis coloridos, tecido e uma fita métrica que usavam na confecção de roupas não ia ser o suficiente.
      Nesse momento, as cabeças de duas das  meninas começaram a turbilhão e espalhar as ideias para as outras. Assim, elas foram dividindo as tarefas entre as outras garotas. Uma pegou os tecidos, outra o espelho, umas duas saíram de um lado para o outro recortando e colando o papel com a corda e a Silver tape , e tinha uma que  só queriam voltar a treinar, mas as outras não deixaram e todas se espalharam pelo pátio de treinamento. Então, todas elas pararam e admiraram a sua obra.
 
     A decoração ficou… Exótica, não tem palavra melhor para descrever.  Tinha um poste feito de madeira bem grande no meio do pátio enfeitado com algumas bandeirinhas de festa junina feitas com papel colorido, no meio do poste colocaram o espelho com uma placa em cima dizendo ” Olhe aqui a mais nova caçadora”, vários balões com alvos desenhados espalhados por aí, uma mesa no meio cheia de glitter dourado e prateado por baixo de um tecido multicolor , as pontas de flechas foram usadas como enfeites nas bordas da mesa e o martelo foi usado para prender as coisas. Bem, ficou até satisfatório, daria para o gasto.
     As meninas fizeram um bom trabalho, mas uma festa não era só decoração. A tenente tomou as rédeas da situação e separou as meninas em grupos para terminar de organizar aquela festinha. As meninas da Confeitaria ficariam responsáveis pela comida , outras ficaram responsáveis pelo entretenimento, algumas ficaram responsáveis em ficar de olho caso Ártemis voltasse mais cedo do que o esperado e tinha um pequeno grupo que ficou responsável por uma pequena pegadinha com as novatas.
    O tempo foi passando e a festa foi tomando forma. A mesa já estava cheia de doces com um bolo de boas vindas e alguns salgados. As meninas conseguiram duas caixas de som e iriam colocar algumas músicas através de um celular que não tinha sinal e arrumaram uma pista de dança improvisada com um globo de luz feito com alguns espelhos e Silver tape. Estava quase tudo pronto e o prazo estava acabando, só faltava a pegadinha…

    A pegadinha foi pensada para ser uma coisa simples, iriam fazer a clássica derrubada de penas com leite e farinha. Fizeram de tudo para que o primeiro balde só caísse quando a segunda pessoa passasse, para que não acertasse a deusa Ártemis e as meninas não tivessem que passar a eternidade como veados.  Bom, dá para imaginar o que aconteceu…
    Lily veio receber Ártemis e saiu correndo na frente das meninas. Todas elas , sem exceção, começaram a correr atrás da Lily que , por sorte, foi agarrada antes que atingisse a armadilha. Uma nova recruta ,que estava no grupo da deusa, viu a loba e ficou muito entusiasmada com ela e foi na frente para lhe fazer carinho. Não deu tempo, a armadilha caiu bem na segunda pessoa do grupo. Isso mesmo, ela caiu em cima de Ártemis.
    O coração de cada caçadora e recruta parou naquele momento. Parecia que Cronos estava fazendo uma pegadinha com as garotas porque elas viram os baldes caindo em câmera lenta enquanto elas só conseguiam olhar. De repente, um brilho cegou os olhos das meninas e todas elas se sentiram atingidas com farinha, leite e penas. Fez-se silêncio.
    Elas limparam os olhos e a deusa estava completamente limpa e olhando para suas meninas. Então, ela começou a rir e a sua risada contagiou a todas as meninas que não estavam mais se importando com a sujeira ou com a pegadinha que tinha dado errado, elas só queriam rir da situação ou correr para as montanhas.

~Beijos de Luz da Aurora 🌄 ☄️☄️☄️

Comentários
Compartilhe:

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: